High Flying Bird da Netflix melhora o experimento do iPhone de Steven Soderbergh

Compartilhe com seus amigos

"Você se preocupa o tempo todo, ou não se importa, cara", disse Spence (Bill Duke) ao jogador de basquete aposentado Spencer (Bill Duke) ao agente esportivo Ray (André Holland) no início de High Flying Bird. Spence está pregando para os convertidos, mas quando Ray se envolve em algumas negociações perigosas, o sermão parece bom para seus espíritos de qualquer maneira. Um novo drama da Netflix dirigido por Steven Soderbergh a partir de um roteiro do dramaturgo Moonlight Alvin McCraney, High Flying Bird é dominado pela crença de Ray de que a paixão e o comprometimento devem se sobrepor a todas as outras preocupações. Dinheiro, respeito, poder: eles são todos secundários, os subprodutos de fazer o que você faz pelos mais altos padrões possíveis, não importam quais sejam os poderes que são jogados em seu caminho.

 img ODUzOQ==

Não é por acaso que o credo de Ray soa um pouco reminiscente do espírito cinematográfico de Soderbergh. O filme não está apenas preocupado com a busca da excelência no abstrato. Embora demore a revelar sua verdadeira natureza, esse filme é tão político quanto Soderbergh já fez. Ele e McCraney parecem estar interessados ​​em nada menos do que o modo como estruturas de poder entrincheiradas podem ser desmontadas por aqueles em seus níveis mais baixos.

Para Ray, isso envolve alguma combinação de bullhead e engano. Um agente que passa a maior parte do High Flying Bird no que parece ser uma espiral descendente profissional, Ray fica desapontado que poucas pessoas ao seu redor compartilham seu fervor em se preocupar em fazer as coisas da maneira certa - não Erick (Melvin Gregg da American Vandal), uma estrela que poderia tomar decisões financeiras ruins como um bloqueio da NBA impede que ele inicie o que seria sua temporada de estreia; não o chefe de Ray (Zachary Quinto), que fica chocado ao saber que Ray deixou de lado uma porcentagem de sua comissão como um fundo de dia chuvoso para seus clientes; e certamente não os donos da NBA, que estão apostando que podem apertar os atletas famintos que querem jogar, e ganham, antes que o tempo acabe, não importa o que seu bloqueio faz ao jogo e aqueles que o amam.

Mas a paixão é frágil, talvez até para Ray, que passa boa parte do filme em conversas acaloradas, às vezes frustradas, enquanto tenta persuadir, pressionar ou enganar aqueles que não compartilham sua visão. A forma exata dessa visão só é totalmente revelada nos momentos finais do filme. A princípio, parece que Ray só quer um acordo justo para Erick e uma chance para a disciplina da NBA aprimorar seu talento. Mas, como a representante dos jogadores Myra (Sonja Sohn) diz ao assistente de Ray, Sam (Zazie Beetz, do Deadpool 2), o comportamento de Ray sugere que ele tem planos maiores, talvez relacionados à estrutura da própria NBA. "Eles inventaram um jogo no topo de um jogo", Spence diz a ele, refletindo sobre a relação exploradora, racialmente desequilibrada entre proprietários e jogadores. Ray pode estar tentando inventar um jogo além disso.

Foto de Peter Andrews / Netflix

Nem sempre é fácil seguir os movimentos de xadrez tridimensionais de Ray, mas o High Flying Bird raramente pára de se mover por tempo suficiente para que isso importe. Gravando no iPhone - como ele fez com seu anterior recurso, Unsane - Soderbergh parece estar aproveitando a liberdade para improvisar. Em uma cena, ele coloca a câmera atrás das guarnições em cima de um bar. Em outro, ele permanece no rosto de Sam enquanto ela reage a uma conversa entre Erick e Ray.

Desta vez, Soderbergh usou uma lente grande angular criada pela Moondog Labs, a mesma empresa que fornecia as lentes usadas no revolucionário filme do Sean Baker, Tangerine. Assim como no filme de Baker, nem sempre é aparente que o filme foi criado por meio de uma câmera telefônica. Soderbergh atirou em Unsane em duas semanas, e o baixo custo do visual parecia parte da estética suja do filme. Aqui, Soderbergh tem diferentes objetivos estéticos, explorando as possibilidades imersivas das imagens detalhadas do iPhone ao fotografar em espaços públicos, como restaurantes e bares, usando sua portabilidade para criar longas filmagens de walk-and-talk e aplicando sua sensação leve a intimidades próximas. ups. (Às vezes é desconfortavelmente íntimo, como em uma cena em que um dono de equipe grosseiro interpretado por Kyle MacLachlan projeta muco fora de seu nariz como parte de um jogo de poder bruto.)

Foto de Peter Andrews / Netflix

No entanto, independentemente de como o filme pareça, o ritmo e o dom de edição de Soderbergh são o que mantém a ação firme, enquanto o diálogo nítido de McCraney estimula trocas potencialmente mundanas e pesadas na exposição. Seu roteiro deixa o elenco - especialmente Sohn, Beetz e Holland - se transformar em uma troca memorável após a outra, começando com uma cena de abertura em que Ray palestras Erick em suas prioridades equivocadas.

O único problema: o primeiro ato ilumina um monte de fusíveis, mas apenas alguns explodem em fogos de artifício. A sugestão de um segredo obscuro no passado de Ray é revelada como um bocado de história de fundo, algumas ameaças prometidas nunca se materializam, e alguns confrontos são evitados. Algumas delas fazem parte do jogo de misdirection no coração do filme. Outros parecem atos de perversidade intencional, como no caso de um filme de um contra um entre Erick e um rival. A configuração sugere que o High Flying Bird está prestes a se tornar um filme completo de esportes, em vez de um filme sobre o esporte dos esportes, e então Soderbergh corta antes mesmo de a ação começar.

Foto de Peter Andrews / Netflix

But some of the abandoned setups feel like plotting that could use a little more tightening. Sam gets some of the film’s best lines, as she impatiently counsels Ray while trying to figure out what he’s up to. She almost accidentally falls into a relationship with Erick while shepherding him around New York. But while Beetz is typically terrific, her character mostly drifts through the film in service to other characters’ dramatic needs. It’s also hard not to wish that Sohn’s character had more screen time. This is the rare Netflix movie that feels like it might work even better as an episodic series when so often, the converse is true.

Still, High Flying Bird proves Ray right by letting his passion overpower other concerns. Soderbergh limits the basketball action to TV screens and YouTube clips, but at the heart of the movie is an unmistakable concern for the game, its pitfalls, and its future. And that’s reinforced by interview segments with NBA stars like Donovan Mitchell, Reggie Jackson, and Karl-Anthony Towns. (Soderbergh entertained using a similar device for his aborted version of Moneyball, which was eventually directed by Bennett Miller.) And when Holland eventually lets his brow unfurrow for the first time since the opening scene, he makes the final moments especially satisfying, even if they’ll likely push some viewers to Google sociologist and civil rights activist Harry Edwards, in an attempt to decode a climactic but elliptical reference to his work. But even the way the film’s end is like a “read more about it” research project feels like a conscious part of the design. By its conclusion, Soderbergh has revealed High Flying Bird as less interested in how things end than how they get started.

A High Flying Bird é lançada na Netflix norte-americana (e, como de costume para as ofertas mais avançadas da Netflix, em alguns cinemas selecionados) em 8 de fevereiro de 2019.

Exibir Tudo (continuar lendo)

Não esqueça de deixar a sua opinião!

Ela é muito importante para nós

LeadLovers

Texto extraído do site The Verge - Entretenimento e TRADUZIDO utilizando o sistema do Google Tradutor.

Apenas o título do post é revisado manualmente de forma bem rápida.
Os conteúdos das publicações não são revisados por nós. Contamos com a sua ajuda*.

Publicado por Keith Phipps (9 acessos).

* Se encontrou algum trecho do texto que não está bem traduzido e quer ajudar os próximos leitores melhorando a tradução, faça o seu cadastro ou se já tiver cadastro no site, conecte-se à sua conta clicando aqui ou caso tenha usado alguma das redes sociais para se cadastrar, clique nos botões abaixo para se conectar à sua conta.

Após realizar o seu login, será possível enviar sugestões de melhorias nas traduções.

LeadLovers

Nenhum comentário ainda.
Seja o primeiro a comentar!